sexta-feira, outubro 05, 2007

DESPEDIDA DOS DIAS CLAROS

Agora, é a pedra fria, no meio das estações
à espera do Inverno há esta escarpa em frente
as minhas costas vão até certo ponto
e depois ainda há a foz das águas do Verão
as vozes muitas que subiram a prumo
as noitadas ora agrestes ora mansas
embrulhadas entre mulheres de seda e veludo
e alguns amigos por perto das luzes mais íntimas
cheguei lá com as mãos esquecidas
e o olhar foi, mais uma vez, o primeiro a estalar
e tudo isto fecha-se agora
numa boca enlaçada pelos dias de Outono.

Um corpo cheio de sóis e todas as portas
cerradas, mais um dia e outro dia
e por aqui nunca é claro o dia completamente
aceso, para todos os lados e
pronto: valerá a pena chorar?


Gaia-5.10.07

1 comentário:

helena disse...

Bom dia J.A.M.
Re: Não vale a pena chorar.
É tão só um ciclo que se repete (eternamente, penso eu ...).
Mas o ciclo que aqui mostras, está fabulosamente bem escrito, impregnado de imagens coloridas e aromáticas.

Gostei da tua presença e das tuas palavras no Orion. Eu estou bem mas ligeiramente preguiçosa no que respeita a escrita.
No entanto, aquela imagem fascinou-me e , vai daí, saíu aquele escrito .

Beijinho