quinta-feira, setembro 13, 2007

Um Dia Destes, distraído fui a ver o mar

às tantas horas do meio-dia-da-tarde-de-não-sei-quantas, saio de casa para ir- ver - o mar, pego no livro que me agarra mais no momento e lá vou eu no meu veículo em direcção ao que tinha pensado, ainda há pouco.

Quando cheguei lá, é que me dei-conta que era Agosto e ainda por cima, havia um domingo pelo meio da estória e a coisa tornou-se praticamente impossível.

Tenho um "animal" próprio para andar nestas "florestas" e às vezes o ponteiro da coisa redonda, vai até aos 120 Km e até mais e já me calo, bom, mas adiante, e então "aqui" o meu veículo às vezes tinha de ir a 5 Km há hora e até ficava mesmo parado que nem 1 borjeço com as 4 rodas redondas e o motor a ruidar completamente sózinho, e a certa altura dou-me conta que começo a ficar mesmo chateado com o facto de eu existir e, principalmente de eu existir no meio daquela circunstãncia emperrada de todo, e claro:
pensas, deduzes, concluis, e piras-te daquela confusão sem nexo logo à 1ª esquina, para uma outra onda, no mínimo + deslizante, não é?



Gaia-?/?/??

2 comentários:

helena disse...

Olá.
Pois...
Ir ver o mar é uma maravilha, mas ao domingo, não dá muito jeito.
Um beijo

EU.CÁ.VOO.CAMINHANDO disse...

Pois é Helena, ainda sou demasiado disraído..
Mas, ando a tentar "aperfeiçoar-me"..

bjis